POEMA DO E-BOOK "SÍNDROME".

baudelaire e drummond

as flores da floresta
não são as flores do mal
nem as de baudelaire

são as flores de metal
que o albatroz gauche
carrega em seu bico

disfarçado de pomba
leva poemas de drummond
o louco albatroz

não pode ser a si
portanto é vários num
vírus letal

sendo assim se vê
nos microscópios
no dente dos espelhos

e se apaga nuvem
céu das cicatrizes
da gaiola empoeirada

Monday, February 18, 2008

3 Comments:

Anonymous said...

dois gigantes, dois poetas que dividem águas, que arfam sóis.

pegada do leão que não brinca é visceral e perfecto.

Um abração do

Cássio Amaral.

YEHUDA said...

beaudelaire o poeta maldito
drummont o poeta do silencio mineiro,
rodrigo o poeta do momento
três poetas imponentes
me ajoelho diante esses monumentos

ediney said...

gostei das imagens floridas do teu poema, o sentido de flores e florestas

 
Wordpress Themes is proudly powered by WordPress and themed by Mukkamu
Templates Novo Blogger