fátima (enfermeira)

o mar
navega
em fá

de falésias

meu infinito
ruge

o tempo
enjaulado
transmuta
ejacula
mutações

adrenalina
falta
ao cérebro
que
navega
em ré
médio

Thursday, February 07, 2008

3 Comments:

YEHUDA said...

navegar é preciso
a mente com ou sem remédio
é o mar nosso
de todos os dias

Cássio Amaral said...

de hendrix a zona branca de zappa, de fátima no bom e velho rock and roll

Cássio Amaral

nosbor.araujo said...

gostei de saber de você pelo Cassio Amaral, frequentarei aqui mais...

 
Wordpress Themes is proudly powered by WordPress and themed by Mukkamu
Templates Novo Blogger