Detesto falar como você fala de mim.
Detesto falar como eu falo de você.
As palavras às vezes se suicidam.
Às vezes como as pessoas, as palavras fazem loucuras.
Eu não me controlo tanto assim.
Às vezes tudo parece bem fácil,
mas quando vejo o tumor que criamos junto:
um em cada um;
nestas horas é que mastigo árvores invertidas
e o silêncio do silenciador me vicia.
Saio dando teco em todo mundo.
Pena que a arma é silenciosa e as balas explodem no corpo:
também sem som.
Queria ouvir algum som de seu vácuo,
mas não vejo o barulho nas coisas que me diz.
Sequer um esgar quando morre pra mim.
Sequer um ponto final.

Friday, November 02, 2007

3 Comments:

iosif yehuda said...

a palavra mal ouvida mata a paixão,a palvra mal escrita suicida a estetica poetica,mas LOVE IS FOR ALL

abraço

Anônima said...
This comment has been removed by the author.
Anônima said...

"As palavras às vezes se suicidam."
muito lindo isso... vou roubar prá mim!

 
Wordpress Themes is proudly powered by WordPress and themed by Mukkamu
Templates Novo Blogger