Rimbaud comia Verlaine
Que comia Rimbaud
Eu li os dois
Sem comer ninguém

Alface era comida boa
Ela vestia verde
Eu comia vento
E colhia às vezes

Todos os garotos
Foram perdigotos
Perdidos em algum esgoto
Fiz dela meu coice

Meu coito

Saturday, June 21, 2008

3 Comments:

Anonymous said...

otimo!!!!!!!!!!!!dois abraços, ou melhor tres, myra

Iosif Landau said...

comer ou ser comido
sem sal com poesia
é pior que o Sade
escrevendo com excrementos,
vale tudo no esgoto

Cassio Amaral said...

Seus poemas com Paulo de Toledo são ducaralho. Esse aqui também, comer ou ser comigo. A fome consome o homem e o homem é consumido pela fome.

 
Wordpress Themes is proudly powered by WordPress and themed by Mukkamu
Templates Novo Blogger