Plácido.
O sol plácido sob o ácido
de asfalto flácido:
estruturas que se formam
e bordejam o vento.
O vento eqüino de alguma crina.
Passeia sobre a menina:
enguias pélvicas.
Vive Elvis na sua nevoa.
Escuta a escuna na nuca
e um arrepio lhe come
o chão
e a bolha faz o cachorro
latir e engolir a explosão.

Wednesday, June 18, 2008

2 Comments:

marcelo said...

Muito bom, Rodrigo! Abração.

YEHUDA said...

e você Rodrigo sempre inova
e com ácido escova
nossa mente sovina
que não merece sua rima

 
Wordpress Themes is proudly powered by WordPress and themed by Mukkamu
Templates Novo Blogger