DELIRIUM



Ninguém despertou do ano novo
e todo mundo se divertiu
Hoje dou um de bico na minha cama
e vou voar em outro aroma
Há delírios vários
e um me persegue:
a de que o cheiro da pasta de laçar
me enlaça como um cheiro de bosta
Como eu posso ir à praia feliz
e surfar minhas ondas de Amplictil?
Meus tisunamis interiores são tão maiores
Mas só podem matar a mim
Menos mal

Friday, December 28, 2007

3 Comments:

Cássio Amaral said...

Rodrigão,

Muito bom os quadros e o poema. Estou apresentando-os a Robson e Bizé.

Abração.

Cássio Amaral.

hm said...

te enlaça nas ondas do mar que mora dentro da aurora do teu travesseiro de sonhar.
e a cama bóia...

YEHUDA said...

2007 foi um ano milagroso, consolidou em definitivo minha amizade com você,Rodrigo e confirmou seu talento de pintor e poeta,vislumbro muito sucesso e aelgria para o imediato breve, sem duvida nenhuma
um apertado abraço

 
Wordpress Themes is proudly powered by WordPress and themed by Mukkamu
Templates Novo Blogger