Tudo é pequeno.

Tudo é pequeno
A fama
A lama
O lince hipnotizando a iguana

O que é grande
É a arte
Há vida em marte

Thursday, June 25, 2009

8 Comments:

Janaina Amado said...

Gostei MUITO, Rodrigo.

Paula Valéria Andrade said...

muito, muito bom esse poema!

Andre de Paula Eduardo said...

Belíssimo,
o poema.
E tudo isso,
De uma pena.
A manhã é hoje:
noite é pequena,
A mente longe,
Alma serena.

Adeus.
Ass.: Eu

BHY said...

Oi. Vim pelo blog da Luma. Gostei muito desse poema. Bom, né? Concretista com um pé no pós-modernista. Talvez você nem saiba disso, talves nem concorde; se não, poxa vida, vai ter sorte assim, viu?! Parabéns.

Angel Cabeza said...

Nosso literato se foi, mas a obra continua, eterna. A alma também é eterna. E de vez em quando ele deve acessar este blog para saber como andam as coisas.
A saudade dos grandes é irreparável!
Abraços fraternos.

fabiano Silmes said...

Pô cara gostei muito da sua poesia...O seu texto é muito bacana!Parabéns!

Abraços!

Rubicreide said...

Dançante! Poema comestivel!

Maitan said...

Sim! A arte!

defendo:
Há vida em Marte!

mto bom.

 
Wordpress Themes is proudly powered by WordPress and themed by Mukkamu
Templates Novo Blogger