PRATA REJEITADA.

Eu ficava sempre em segundo lugar
Até q fiquei em terceiro
Recebia seus beijos e ficava contente

Até q fiquei em quarto
Troquei as medalhas por um diploma
Fui para Roma
Lecionar espadas
Perdi todos os seus beijos

Voltei e caí pra quinto

Cada vez mais longe do pódio
Tive que conviver com o ódio

Cai pra sexto
Sétimo
Oitavo

E logo não estava nas finais
Parei com tudo
Deixei de escrever sob a cicatriz
Passei a nadar em outros papéis
Virei comentarista
Técnico
Crítico
Mas nunca fui o primeiro

Queimo hoje as fotos do passado
De sempre eu em segundo
Quis matar o mundo
Só fui campeão de alucinação
Nunca de natação

Saturday, January 26, 2008

3 Comments:

hm said...

nada na palavra
oceano sem água
água viva

YEHUDA said...

campeão é o derrotado,
o pódio é castelo de areia,
a medalha vale menos
que o nariz do palhaço,
alucinação não é competição
é benção,
quem a tem
tem duas vidas na mão,
a que presta
e a que todos detestam

GUSTAVO said...

QUEM NUNCA FOI PRIMEIRO
SOMENTE CONHECE O SABOR DO ÚLTIMO LUGAR...
O PRIMEIRO SEMPRE FOI, É E SERÁ O ÚNICO...
O RESTANTE É O RESTANTE...
O QUE IMPORTA PARA SE ESTENDER PARA ALÉM DA MORTE (MORTE É O ESQUECIMENTO) É A REMEMORAÇÃO !!! O PRIMEIRO SEMPRE REMEMORADO, DE FORMA OCULTA OU OSTENSIVA, COM CARINHO PRÓXIMO OU DISTANTE...OS OUTROS SOMENTE SÃO OS OUTROS...SE PERDEM EM MEIO AO COMUM...
POR ISSO TODAS AS HONRAS SEMPRE DESTINADAS SÃO AO PRIMEIRO. AOS OUTROS O OLVIDO...

 
Wordpress Themes is proudly powered by WordPress and themed by Mukkamu
Templates Novo Blogger