O SELO DA COERÊNCIA LOUCA

o eu suturando tudo: a mesura do silêncio

o escopo do clandestino
pra sempre ser sempre


*
olhar a si mesmo nem sempre como si

*
a culpa de ser quem sou não é a única

ser outros além de mim
também

Thursday, August 09, 2007

3 Comments:

Anonymous said...

muito bem poetizado a existência em nós de duplas personalidades.
Excelente
Iosif

Priscila said...

Bipolar, multipolar. Adorei.
"O Selo da Coerência Louca", é um bom nome pra blog. ;)
Bisous

verabasile said...

Super coerente.
Não existe lowcura.

 
Wordpress Themes is proudly powered by WordPress and themed by Mukkamu
Templates Novo Blogger