CERTA VEZ

Comeu hipófises
eletroblastos e
osteócitos. Mal
me quer celular.

Bem me quer em
arterial compasso
de espera aspirai
cocaína e caos em

hidrólise de rum.
Campeniquanum
sendonum est pó
rus day in day o

R day in and out
]open in the samba[
Cocaína e caos em
tempo de têmporas.

Maça rubra rosto.
Folha morta de nervos
de fígado bife de
fígado do bife de

fígado no olho contra
a dor de cabeça contra
os do contra contra os
contrários do contra

Sunday, March 25, 2007

1 Comment:

cássio amaral said...

Arrepiei Brother.
Muito bom. Cada poemaço aqui.
Tô numa puta ressaca. Entortei tudo ontem.
Abração.

 
Wordpress Themes is proudly powered by WordPress and themed by Mukkamu
Templates Novo Blogger