POMBOS NA PRAÇA DA LOUCURA.

Psiquiatra sempre quer dar um remédio
E acha que cura

Psicólogo sempre quer bater um papo
E acha que cura

Quando a cura
Não existe para a loucura

O que o louco tem é que fazer
É conviver com um freezer

E com um micro ondas
Com um mundo cor de rosa

E com uma negra bomba
Quem saiba um dia pomba

Bata asas e voe
Toda a minha loucura numa revoada

Wednesday, April 30, 2008

2 Comments:

nosbor.araujo said...

uma revoada de pombas do bando mesmo se cor de rosa ou lilás sempre explode nos galhos...
gosto muito!

YEHUDA said...

eu queria ser louco
porque o mundo em que vivo é louco
se eu não for louco
estarei louco pra correr
pra me esconder
louco pra desaparecer

 
Wordpress Themes is proudly powered by WordPress and themed by Mukkamu
Templates Novo Blogger